quinta-feira, 1 de julho de 2004

ELE NA FOTO

Eu queria mesmo é sumir. Não sumir literalmente. Queria apenas me materializar em outro espaço de tempo quando ele chega perto de mim. Ele faz comigo o que sempre duvidei que alguém faria. Faz com que me sinta uma formiga, e fico morrendo de medo. Perto dele, eu não consigo, já tentei, só eu sei como tentei, mas não consigo me impor. Não consigo falar, nem rir, nem criticar. E olha que criticar é o que eu mais amo fazer. Mas não amo mais do que amo a pessoa dele. Tudo o que falo parece fútil e bobo. Me vejo como uma garota suburbana preocupada em se mostrar bonita e posturada. Nessas horas, nem penso na intelectualidade, nem na preocupaçao da chatice de ser correta. Só quero que ele me veja. Mas ele continua a falar como se eu fosse uma formiga. Fico até esperando o dia em que ele vai pisar em mim e me destruir. Não sei como posso amá-lo e torcer para não o encontrar nunca mais na vida. Não quero, nao gosto e não posso me sentir frágil. Ele sabe disso, ele me vê frágil, ele sabe disso. Enquanto ele fala, eu olho para meu sapato, minha calça e meu cabelo. Tudo deve estar arrumado. Mas ele nem vê, ele fala, fala, fala.
Eu queria saber onde ele fica aos sábados à noite. Queria poder matá-lo. Assim eu não precisaria mais me preocupar em ter que encontrá-lo, nunca mais na vida, em lugar nenhum do mundo. Não precisaria mais me preocupar por ele me ver fraca e desprotegida. Ele sabe disso. Ele me olha como uma formiga, fala, fala e nao me diz nada. Os olhos dele ficam parados em mim, me analisando e anunciando ao quatro cantos do mundo como eu sou fraca. Ele fica, naquela foto. Parado. Me olhando. E eu choro muito, com muita força. Tanta força que uma formiga jamais teria. Ele faz comigo o que ninguém consegue. Me faz fraca. Me faz estática. Me faz chorar mais que uma formiga. Ele na foto. Uma foto, uma foto. E eu, fraca. Uma formiga.

SAMANTHA ABREU

3 comentários:

Liza disse...

......Snif...nossa Sami to emocionada...quem é o cara da foto...fiquei curiosa...rss..

beijinhos...Liz

_.-=[The Blogger Guy]=-._ disse...

Amplitude

O sentidos podem nos enganar,
Mas a essência será sempre a mesma,
Aquela característica que nos faz recordar um bom momento,
E sua imagem não sai do meu pensamento.

E nos umbrais da notoriedade,
Suas lembranças serão eternas,
Será para sempre imortalidade,
Amplitude e serenidade.

Anônimo disse...

Meu Deus... por acaso vc tem algum defeito?

vc é maravilhosa... desse jeito.
Um beijo!

Eu