segunda-feira, 30 de agosto de 2004

AMOR

“Vou terminar com a palavra mais bonita do mundo. Assim, bem devagarinho: AMOR, mas que saudade.
A - M – O – R. Beijo-te. Assim como flor. Boca a boca. Mas que ousadia. E agora – agora paz. Paz e vida. ES – TOU VI - VA. Talvez eu nem mereça tanto.”


Clarice Lispector

Nenhum comentário: