domingo, 19 de setembro de 2004

SENHAS

"Eu não gosto do bom gosto
eu não gosto de bom senso
eu não gosto dos bons modos, não gosto
Eu aguento até rigores, eu não tenho pena dos traídos
eu hospedo infratores e banidos
Eu aguento conveniências, eu não ligo pra conxavos
eu suporto aparências
eu não gosto de maus tratos.

Eu aguento até os modernos e seus segundos cadernos
eu aguento até os caretas, e suas verdades perfeitas
o que eu não gosto é do bom gosto
não gosto de bom senso
eu nao gosto dos bons modos, não gosto.

Eu aguento até os estetas, eu não julgo competências
eu não ligo pra etiquetas, eu aplaudo rebeldias
eu respeito tiranias, eu compreendo piedades
eu não condeno mentiras, eu não condeno vaidades
o que eu não gosto é do bom gosto, não gosto de bom senso
não não gosto de bons modos, não gosto.

Eu gosto dos que tem fome, dos que morrem de vontade
dos que secam de desejo, dos que ardem."


Adriana Calcanhoto


2 comentários:

Liza disse...

Brigadu pela visitnha no blog Samanthão...e quanto ao holandes...to com uma dúvida...não sei se é manco ou não...rsss...se for, deixo ele se apaixonar por vc..ok!?
BEijusssss...Liza

Anônimo disse...

Parabéns pelo website. É de muito bom gosto, em especial por que aborda algo muito escasso em nosso País - Cultura. Também adoro ler. Tolstoi, Arthur Schopenhauer, Milan Kundera, Dante Alighieri, entre outros, são meus preferidos.

É só;

Beijos.

Fabiano