sábado, 21 de janeiro de 2006

Fez a Vida


A vida ficou colorida. Vida psicodélica, à la Frida Khalo.
A vida ficou divertida, cansativa e de dores nas costas.
Brinquedos pelo chão, jogos de infância
risadinhas sinceras e puras.
A vida ficou assim... simples e boba.
Boba de ver, boba de rir, boba de chorar, boba de apertar.
Boba eu, quando te vejo.
Mundo louco, veloz e impiedoso.
Acabo com ele num segundo, feito as heroínas da Marvel
basta olhar pra você, assim...
Menino dourado, de cabelo amarelo.
Menino safado, de arte moderna
Menino travesso, de vida salvadora.

Meu menino. Meu neném de carinho.
Fez a vida assim... simples e boba.
Boba de tão boa. Boba de tão linda.
Boba de tão minha.


Samantha Abreu "Para o PEDRO"


Ps > Nem preciso dizer porque coloquei a foto do Pedro, meu sobrinho, aí....
tudo pra mim!

2 comentários:

Anderson Almeida disse...

De linda para lindo, um poema lindo!
Só mesmo tão grande adjetivo para descrever este poema!
Beijos...

camilla de abreu vieira disse...

de Camilla Abreu Vieira
existem pessoas que tem o dom de emociar as outras apenas com palavras, fiquei emocionada.