sábado, 18 de março de 2006

Sábado à Noite


Todo mundo espera alguma coisa
De um sábado à noite
Bem no fundo todo mundo quer zoar
Todo mundo sonha ter
Uma vida da boa
Sábado à noite tudo pode mudar.
A semana passou num piscar de olhos
Eu não vi
E o tempo que voa como um vento
Não senti
Minha vida está congelada
Desde a última vez que lhe vi
Só me interessa voltar
Ao ponto de onde parti
Passa segunda, terça, quarta-feira
Nem aí
E na quinta e na sexta o tempo parece
Repetir
Quando o sol do último dia
Ameaça se despedir
É que o povo põe uma roupa e sai pra se distrair.
Lulu Santos

Nenhum comentário: