sábado, 29 de julho de 2006

Clandestino



"Escrevo para armar , nesse bunker ensolarado e sem muros, minha própria sociedade secreta, para tramar minhas conspirações, para abandonar-me ao deleite do complô.
Escrevo porque é a maneira mais barata, mais divertida e mais impune de ser clandestino."


Alan Pauls.

Um comentário:

Ricardo Dalai disse...

escrevi aquilo tão apaixonado..rsrs
mas se for melancolico tb ta bom.
Adorei o novo titulo do seu blog... bem filosofico..
bjos...e vamos marcar uma nova saida para eu me redimir...