segunda-feira, 30 de outubro de 2006

Pankrác

Estou finalmente lendo o Livro PANKRÁC EC II, de J.B. Gelpi.
Comprei esse livro em 2004, segundo ano de faculdade. Comecei a ler mais de três vezes e parei para outras prioridades, mas agora estou me dando conta do que perdi.
Lindo!

Conta a história de um brasileiro que conhece e se casa com uma jovem Tcheca, 35 anos mais nova que ele.
Ambos vivem uma relação intensa e apaixonada, apesar da resistência dos pais da moça. Misturando seus desajustes e carências, decidem fazer um pacto de morte. Escrevem antes às famílias que a vida já não lhes interessa mais; e um não quer viver sem o outro. Lenka morre, mas João Baptista sobrevive ao Haraquiri.
Julgado e condenado na Republica Tcheca por cumplicidade na morte de Lenka, João Baptista cumpre 6 anos no cárcere de Pankrác.
Com um estilo às vezes emocionado, outras frio, João percorre em suas crônicas os corredores escuros e as celas frias de Pankrác. Essas crônicas foram publicas na revista italiana de Literatura L’immagionazione.

É ler, sentir.
Sentir e ler de novo.

Vou deixar aqui um dos capítulos mais lindos:


Lição de Tcheco
" Na língua tcheca há palavras com sons belíssimos, outras com sons difíceis e algumas com sons simplesmente impossíveis. Moje Ruska se divertia um mundo ensinando-me palavras de sua língua:
Garganta se diz KRK - bem... se tenta dizer, mas se escreve assim mesmo.
Dedo é PRST.
Para pedir sorvete dizemos ZMRZLINA
Muitas palavras vêm do Latim: DIALEKT, DISCIPLINA, CENTRUM.
Há palavtas difíceis e de complicada memorização, como, por exemplo, DUSTOJNOST - dignidade.
Palavras simpáticas: BUBLIFUK - bolhas de sabão.
E as impossíveis: ZVYKACKA - chicletes.
LASKO é Amor.
MUJ é meu.
MUJ LASKO é a forma errada de dizer meu amor - mas como eu sou CIZINEC (estrangeiro), era assim que a chamava.
Cada dia: LENKA MUJ LASKO."

Capítulo do livro " PANKRÁC " - J.B.Gelpi

Um comentário:

Ricardo Dalai disse...

q fofa essa partezinha...rs

e a IMAGEM q era MINHA ficou linda

me ligar q eh bom nothing...ou prefere nihil...rsrsrsrs

bjoooooossssss fidida