domingo, 29 de outubro de 2006

Talita!


Hoje, me valeram as férias.
Retomei uma coisa "quebrada" por algum tempo e que estava me fazendo em pedaços, longe da cara que faço disfarçada frente à ameaça de uma ferida.
Tirei o meu "piano" das costas, graças ao 1º passo, que já nem importa mais de quem foi.


Talis, prima, irmã pra sempre.
vou deixar esse texto aqui pra você, com todo amor do mundo.
Entenda que é da Clarice, e só a uso em momentos demais de especiais!


"Já entrei contigo em comunicação tão forte que deixei de existir sendo.
Tu tornas-te um eu.
É tão difícil falar e dizer coisas que nunca podem ser ditas. É tão silencioso. Como traduzir o silêncio do encontro real, entre nós dois?
Dificílimo contar: olhei para você fixamente por uns instantes.
Tais momentos são meu segredo.
Houve o que se chama de comunhão perfeita.
Eu chamo isso de estado agudo de felicidade."
(Clarice Lispector)


Um comentário:

Ricardo Dalai disse...

rsrs...to apaixonado pela Virginia, e pela Virginia brasileira tb (Clarice...rsrs).

Te empresto sim, to quase acabando...

Linda, vc acredita q tem umas seis pessoas usando poemas meus nos profiles do orkut...??? auhauaha
um sucesso!!!! ainda bem q gostam

bjus
saudades tb
vamu tomar cervejinha no shop beef urgente...