terça-feira, 14 de novembro de 2006

Chat Intergalático

- Oi!
- Oiiiiiiiiiiiii!
- Tudo bem aí, nesse planeta?
- Tudo muito saboroso por aqui.
- Hum... o que os nativos saí comem uma hora dessas?
- Massas e afins.
- Nativos interessantes! Os nativos daqui comem vento, pois morrem de preguiça!
- Vento aqui só em pastéis.
- Aqui, eles têm tanta preguiça, que fazem fotossíntese para não ter que fazer comida... Por isso, são verdes.
- Então a luz é essencial.
- ahã...
- Principalmente aquela...
- Aquela?
- Estroboscópica.
- Ah sei... Pena que ela arde na pele verde, dá alergia, aí, as pessoas verdes coçam tanto que ficam vermelhas.
- Arde mais na pele parda.
- Nas verdes dá alergia e coceiras sanguinárias.
- Pode ser um fungo isso aí.
- Pode ser...
- Fica tranqüila... na luz ele não resiste.
- Mas acontece que as pessoas verdes, que se coçam e ficam vermelhas, passam uma pomada branca como proteção. Assim, elas ficam de fundo verde, sapecadas de vermelho e lambuzadas de branco...
- Sei...
- Acho que são Italianas!
- Faz tempo que é assim.
- Por isso elas não comem massa e afins... porque têm preguiça e fazem fotossíntese.
- Eu prefiro as afins. Dá mais trabalho, mas supera as expectativas.
- Nunca comemos afins...
- As afins são as mais fáceis!
- Pior são as que não são afins...
- Daí, tentamos convertê-las!
- Ah! Aí as não-afins ficam afins... Puxa vida.. Que povo estranho!
- Ficam sempre afins.
- A fins de comê-las?
- Afins de tudo.
- Mal sabem que estão sendo convencidas e ficarem a fins de serem comidas!
- Você já ficou afins?
- De ser comida? Só quando a pele verde não tem coceira vermelha e pomada branca.. O povo daqui é assim... muito cauteloso!
- Pra isso tem ungüento!
- Ungüento tanta bagunça...
- E as afins são tão afins que as massas ficam geladas.
- Só começar o atrito que esquenta, quase ferve!
- Daí dá pra ser comida novamente. Massa é boa quente...
- Al dente!
- Dentes brancos como a pomada ungüento... Boca carnuda pra não deixar o molho branco escorrer.
- Ainda bem, assim não suja a mesa.
- Quanto mais sujo melhor... aqui a gente gosta de lambança!
- Aqui é lambança sem bagunça.
- Sujeira sem bagunça... senão gruda na pomada branca e machuca a pele vermelha de tanto coçar a que era verde.
- Todo verde cresce!
- Cresce? Sem adubo, sem água?
- É só olhar!
- Dizem que esse tipo de verde cresce mais quando a água é de saliva!
- Ditados populares são reais nesse sentido.
- É...
- Pois sim!
- Reguemos pois... A não ser que massas e afins não façam tanta bagunça e possamos usar as pomadas normalmente. Assim, a pele vermelha não irrita a verde, e esta por sua vez, não sente necessidade de defesa (crescimento)...
- Deixa crescer e ocupar esse espaço!
- Aqui todos os espaços são devidamente preenchidos... Não sabemos o que fazer com o que transborda!
- Eu sei bem...
- Qual seria sua sugestão, caro amigo?
- Dar pra quem tem falta!
- Mas o espaço crescido fica grudado na pele!
- Ah! No final gruda mesmo!


Samantha Abreu
(papo entre dois ETs no popular MSN)

3 comentários:

RIZ_SS disse...

como se alimenta esse povo?

SAMANTHA ABREU disse...

Esse povo se alimenta de fotossíntese feita com a luz de um aparelho quadrado, com 15 ou 17 polegadas.
Dependendo do tempo de uso desse aparelho, podem ter a visão prejudicada, por isso, a maioria desse povo usa óculos....
as mãos também são danificadas com os anos, devido ao meio que usam para escrever suas palavras e se comunicarem.
Pergunta respondida!

ALLEZOOM disse...

oi
muito bom mesmo!!
abçss