terça-feira, 14 de novembro de 2006

Saudade


Bilhete achado no bolso,
do casaco guardado,
desde o outro inverno.

Vinho antigo na adega,
presente da festa de um mês,
marcado no velho caderno.

Música trilha sonora,
dos momentos febris,
daquela paixão de inicio.

Perfume no colarim,
da blusa afagada ao rosto,
e o amor virou desperdício!


Samantha Abreu

Um comentário:

Anônimo disse...

dá até pra sentir...