domingo, 25 de fevereiro de 2007

Perdidamente

"(...)Quanto mais ando, querendo pessoas, parece que entro mais sozinho no vago... - foi o que eu pensei na ocasião. De pensar assim me desvalendo. Eu tinha culpa de tudo na minha vida, e nao sabia como nao ter. Apertou em mim aquela tristeza, da pior de todas, que é a sem razão de motivo; que, quando notei que estava com dor de cabeca, e achei por certo que a tristeza vinha daquilo, isso atá me serviu de bom consolo.
E eu nem sabia mais o montante que queria, nem aonde eu extenso ia."


Grande sertão: veredas
Guimarães Rosa

Um comentário:

Leo Bueno disse...

Não é exatamente pelos mesmos motivos, mas percebi que eu e o Guima compartilhamos dos mesmos sentimentos. De repente a coisa aperta, a cabeça dói... mas logo passa.

Voltei e logo escrevo, ok?

Beijo!