segunda-feira, 5 de março de 2007

Assombração

Minhas sombras têm vida.
Está toda nelas
aquela que era minha,
que me fazia menina,
mexer o corpo,
dançando,
abrir a boca,
sorrindo,
fechar os olhos,
amando.

Hoje, quando caminho
cabeça baixa,
melancólica,
elas ficam de chacota,
zombaria.
Vão, mal educadas
divertindo-se
atrás de mim.


Samantha Abreu
foto: Closer

8 comentários:

Diogo Lyra disse...

Putz, que versos maravilhosos. Simplesmente a.d.o.r.e.i, sobretudo o final. Muito, muito bom mesmo Samanthinha!!!

F. Reoli disse...

Nuances da personalidade... mais um texto pra coleção dos "deliciosos"... beijos

Leo Bueno disse...

Gosto mais dessas nuances da personalidade, em que o ritmo cai e o pensamento toma conta. Daí pra loucura, são só alguns centímetros - ou será que não?

Ainda sinto uma pontinha de desilusão amorosa, como se a "sombra" fosse um outro alguém. Se acertei, me confirme.

Beijo!

Diogo Lyra disse...

a equipe do Fundo de Quintal Literário comemora seu próprio feriado dedicado à alma feminina: O Dia Internacional da Mulher Blogueira!
você é uma das homenageadas...

apenas mais uma... disse...

Fiquei muito feliz com o seu querido comentário, samantha! Seu blgo realmente é interessante, tive que favoritar! Amei a foto de Closer, e ambas pelo visto amamos a lua! Lerei seu blog todinho viu? Beijos e bom meio da semana pra você! ^^

apenas mais uma... disse...

Esqueci de mencionar, obrigada mesmo pela resposta, é a mais provável com ctz... Pena que é assim né? :/

Grata, Caroline. :)

apenas mais uma... disse...

acabei de ler uns artigos, realmente me interessei, adorei tudo que li, e eu estava vendo, eu já passei aqui no seu blog antes, notei só quando reli uns textos, aí me dei conta que já tinha lido haha. bjo!

gigi disse...

Querida, obrigada pela visita. Dei uma olhadinha bem rápida por aqui e gostei de tudo! Assim que desafogar aqui no trabalho faço um comentário decente.

beijo.