quinta-feira, 8 de março de 2007

Mulheres de Amor Moderno


O amor nos faz patéticas.
É algo estranho de se dizer quando se fala de sentimentos fortes e avassaladores, mas talvez seja por isso mesmo. O amor é mais forte e imponente do que a gente. Temos a personalidade de novo século: mulheres atraídas pela instabilidade, antes tão repugnante; e homens cada vez mais pela variedade, sempre tão adorada.
Essa combinação não podia acabar bem. Estamos aí, todas. Com medo do amor, e de todo o poder que ele exerce sobre nós.

Temos tantas desculpas a dar, tantos motivos extraordinariamente justificáveis para não amar, para não se entregar e para não baixar a guarda. São tantos que nem sei dizer, mas de todos, os que mais conheço e uso, são dois:

Motivo 1: “não é o que eu esperava” : ou cara fala mole, ou cara usa meia branca com sapato, ou fala bobagens demais, fala palavrões de menos, o cara exige, o cara esquece, o cara some, o cara gruda, o cabelo é certinho demais ou parece sujo, e por aí vai uma infindável relação de contradições, quando na verdade, é a gente que não sabe o que quer;

Motivo 2: “quero liberdade” : falar palavrão com as amigas, beber sem se preocupar em constranger alguém além da gente mesmo, sair sem dizer onde vai, não falar ao telefone quando não quer, dormir espaçosamente, ter expectativas na noite, cochichar besteiras com mulheres que te entendem, rir até não agüentar mais com pessoas que você não se relaciona sexualmente, e mais um monte de coisas intimas que adoramos dividir com quem quisermos e não dever quaisquer tipos de satisfações.

Todas as razões são mais que definitivas para que a gente não se apegue, para que a gente desista e ‘parta pra outra’, para não perder tempo tentando e se adiantar vendo que não dará certo.
Já disse isso uma vez e repito: no amor, achamos que somos videntes e muito (muito mesmo) intuitivos.

Isso seria bom, se não fosse trágico.


Samantha Abreu
Foto: Dinosaur Magic (Flickr)

2 comentários:

Marcello Lopes disse...

E esses motivos não só são usados por vcs mulheres, existe uma série de homens que se utilizam desses argumentos para evitar o amor, mas ao meu ver, mais cedo ou mais tarde todos nós amamos intensamente alguém em nossa vida.
Gosto de seu blog, beijos.

o cupido mandou o Társis dizer e ele disse...

Se você baixar a guarda, a vida não tem sentido. Amar destrói e reconstrói, por isso é tão bom.

Não se preocupe. Homem nenhum presta de verdade. Se vai amar um homem, ame -o por você. Adoeça, chore, goze, ame. Por você.