sexta-feira, 16 de março de 2007

Secret Smile

Secret Smile

Ninguém percebe,
Mas você tem um sorriso de canto
Encanto, de canto, encanto.
Sorriso secreto em néon.

Eu tento mostrar à todos
para não parecer assim
Insana.
Quando você sorri:
“olha! Viu agora?”
Mas ninguém flagra.
E seu sorriso fica no rastro
Do meu sossego,
Parceiro da insônia,
Cúmplice da angústia,
Causador da saudade.

Em minutos de distração
pego-me em olhadela,
E ele está lá: de canto
No canto da tua boca
Palavras tão sujas
Meu desencanto.


Samantha Abreu

5 comentários:

Evanduartes disse...

Ah... resolveu falar de si mesma, pelo visto.
Falar do teu encanto de sorriso, assim meio de canto, no teu cantar...
Ainda bem que já há uma semana falava contigo do teu sorriso.
Como sempre, ótimo o teu espaço!
Evandro Duarte.

feruta disse...

Samantha!
há algum tempo não passeava por aqui e resolvi aparecer, sem um motivo aparente, mas com uma sensação de querer dizer algo para alguém muito especial, porém, sem saber como usar as palavras... e me deparei com este poema... foi como eu colocasse para fora tudo, mas através das suas palavras. que delícia! obrigada por isso!
bom, não resisti e peguei-o para mim! (claro, sem desprepeitar os direitos autorais! rs)! espero que não se importe...
beijão pra vc

Diogo Lyra disse...

Li com aquele sorrisinho de canto que, se já não é uma gargalhada, ao menos é doce acalanto...

Daniel Nérso disse...

Baseado em Semisonic? :)
muito legal!

Linda Graal disse...

Que delícia esse poema!!! Secret smile é perfeito! é isso: “olha! Viu agora?”
Simplesmente adorei...
...só que meu sorriso não fica de canto...
...fica de meio mesmo...inteiro...
...grande...parabéns!