sexta-feira, 20 de abril de 2007

Mas será o Benedito?


Foi uma das minhas aquisiçoes com o que ganhei do concurso, e é tão interessante quanto engraçado.

“Mas será o Benedito?”, de Mário Prata
Ed Globo, São paulo, 2003.

No livro, Mário Prata tenta explicar a origem de provérbios e expressões populares. Esta é a parte interessante.
Só que no meio disso ele inventa histórias e conta mentiras deslavadas. Esta é a parte engraçada, e muito.

Vou deixar uma aqui:

Cagando e Andando
Significativo:
Não estar ligando para nada. Tanto faz.

Histórico: Minha bisavó, Mãe Cota, jurava de pés juntos que foi ela a primeira a dizer tal frase. E deve ser, pois era muito desbocada.
Aconteceu que ela teve um câncer no intestino e o médico extirpou uns trinta centímetros. Isso no começo do século, em Uberaba, MG. E aconselhou que ela ficasse de repouso absoluto até que conseguisse evacuar e andar. Um dia ela chamou sua filha (minha avó, Floriscena) e mandou um recado ao médico:
- Diga que eu estou cagando e andando pra ele.

Nenhum comentário: