quarta-feira, 2 de maio de 2007

(Des)Comunhão de Bens (da série "Mulheres sob Descontrole")

Todos os seus pequenos diamantes ficaram aqui, espalhados sobre a mesa da sala de estar.
Você fez o que bem entendeu. Como pode me deixar assim, e ainda levou a televisão e me tirou a coleção de contos do Kafka. Quero penas te dizer que hoje pela manhã quebrei todos os seus vinis, e em pedacinhos menores aqueles do Pink Floyd. Usei pincel atômico nos seus quadros, cópias baratas do Dalì. Que se dane!
Quero que você coloque todas as suas tralhas no mesmo lugar onde pôs meus dias de festa, minha cerveja com amigos, minhas cestas de flores. Faça com elas exatamente o que fez com minhas sacolas de palha, minhas sandálias rasteiras e meu sorriso estampado. E suma de vez da minha vida.
Já que estamos falando a verdade, fui eu quem riscou teu carro ontem à noite, quando ele estava parado em frente àquele bar no centro, cheio de moças montadas em roupas fashion piegas. Agora as coloque sentadas dentro dele, ficarão ainda mais lindas. Sinceridade é tudo, meu bem.
Pode ficar com o tapete de tulipas que ganhei da tua mãe, e aproveite para devolver o porta-retratos com nossa foto em tom envelhecido. Peça que ela guarde com desgosto. Você não é nada fotogênico, estragou todas as fotos da festa.
Lembre-se do que me tirou a cada alegria que a vida te der. Vai te doer subitamente, estou certa. Não tenho dúvida também da tua raiva quando ouvir Julie London cantando My Funny Valentine, ficará te martelando, te atormentando durante o almoço, na hora do cinema e sob o chuveiro.
E não adianta mais implorar. Na vingança eu pude sentir um gosto mais doce que o teu. Gosto de pratos frios.
E quanto aos diamantes, vou guardá-los, fique tranqüilo.
Mas não devolvo, jamais.


Samantha Abreu

10 comentários:

Diogo Lyra disse...

Diamonds are girl's best friends!

4rthur disse...

"Eu vou lhe deixar a medida do Bonfim
Não me valeu
Mas fico com o disco do Pixinguinha, sim
O resto é seu..."

Nao tem Sentido disse...

Muito bom, suas crônicas desta série parecem reais. Nao sei como vc tem as idéias de escrever sobre esses assuntos, mas é muito bom mesmo.

Bjs

ju disse...

sinceridade é tudo meu bem.

cristiano contreiras disse...

Ótimo e pleno conceito por aqui, há misturas de estilos e sensações - sonoridade perfeita de textos diversos, literatura que me agrada. abraços


http://bonequinhodeluxo.com

13ntos disse...

fico feliz com sua visita... q o q eu escrevo trás pra vc, obrigado! e
sempre é bom ler teus textos, parece q estamos conversando, cfe a leitura vai passando... bom mesmo... aqui tb o frio começa a chegar, enfim... bom final de semana, bons papos, boas festas...

Marina disse...

Olá!
Já venho acompanhando sua escrita há tempos, tanto que nem lembro mais onde encontrei seu link.
Só sei que foi numa madrugada, daquelas que inspiram arte sabe?

Seus posts são sempre muito profundos e 'íntimos', eu diria.

Estou começando a blogar, quando puder passa lá pra me falar como estou indo? Insegurança de principiante.

Valeu!

Mah.

Rê Ruffato disse...

Ô mulher densa.
Quando crescer, quero ser 50% assim (já tá bom).

(quem me dera ganhar diamantes...)

Uilians Uilson disse...

Breve e belo, como sempre!

Um beijo e sucesso!

Uilians Uilson Santos
Palavras Certas

*¢£@üD!NhA''' disse...

Provocante.