sexta-feira, 22 de junho de 2007

às Penas

“Em uma terra coberta de propriedades alheias e onde não têm possibilidade de se apropriar de nada, ficam reduzidos a morrer de fome. Ora, não pertencendo à sociedade em razão das desvantagens que esta comporta, são estes obrigados a respeitar as suas leis? Indubitavelmente não. Se a sociedade os abandona eles voltam ao estado natural, e quando reivindicam com a força aqueles direitos aos quais renunciaram com a única finalidade de garantir para si maiores vantagens, qualquer autoridade que lhes opõem obstáculos é tirânica e o juiz que os condena à morte não é outro senão um infame.”

Marat