segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Burning


Queima-me a pele, à flor.
Fogo no peito,
mas tuas chamas
trazes de fora,
das ruas.
Aqui,a cama te chama,
tão fria.

Livre, desprende-se.
Minha casa é,
teu corpo em brasa.
Completa-me,
vazia.


Samantha Abreu
foto: Alex Wilson

13 comentários:

Tyler Bazz disse...

Cama fria lembra casamento.

U.U

Ricardo N disse...

Bonito, muito!
Vou relacionar o seu blo ao meu, ok?

Menina Lunar disse...

[aplausos]

=*

Jana disse...

E quem já não teve sensações assim?

Beijos

Clóvis disse...

Porra, como é forte tudo isso.
Voraz, quente, louco, sedento.


Gostei muito.
Um dos seus poemas que mais me tocou.



E valeu pelo carinho de sempre.

Beijos meus.

4rthur disse...

caralho, muito ardente. Gosto deste estilo.

Caminhos Literários disse...

Suas poesias são maravilhosas. Simplesmente maravilhosas. Define com tanta propriedade algo que é indecifrável... Quem me dera flar de sentimentos com tanta desenvoltura... Parabéns.

André Luis Sant'Ana disse...

eu gostava de brincar com fogo quando pequeno, mas nao vejo mais tanta graça, doi de mais as queimaduras, que nem sempre se curam ~:

Rodrigo de Souza Leão disse...

Obrigado pela visita ao meu blogue. Vou cobrar minha porcentagem.

Cin disse...

Intenso e quente!
Gostei!

Bjo

Mônica Montone disse...

hot.hot.hot

........e depois, em silêncio, lambemos os dedos saciados.....

[trecho de um poema meu]

beijos, flor

MM.

Jeniffer Santos disse...

"Minha casa é,
teu corpo em brasa."


adoreiii!
parabéns!
beijos!

Anônimo disse...

...please where can I buy a unicorn?