sábado, 24 de novembro de 2007

O Amor é mais um Labirinto...

.
..O amor é mais um labirinto.
..Era isso o que eu pensava a cada vez que olhava pra ele e me sentia como quando a gente acorda assustada no meio da madrugada, sem chão.
..Já tinha tentado tantas coisas para esquecer que, aos outros, minha dor tinha virado comédia, motivo de sarro, exemplos para amores mal vividos.
..Tudo o que eu tinha de bom estava nele: dignidade, carinho e amor próprio. Isso tudo ficou perdido lá trás, em uma das milhares curvas que fiz para tentar sair desse lugar estranho e frio que é o coração quando vazio.
..Eu queria tanto odiá-lo que tentava convencer a mim mesma de todos os defeitos insuportáveis que existiam nele. Criava falhas repugnantes para tentar afastar qualquer boa lembrança. Mas era como tentar arrumar o cabelo no vento. Tudo me fugia das minhas mãos.
..Quando me vi sem saída dessa loucura torturante e vergonhosa, resolvi matá-lo e acabar com tudo que o fazia tão assustadoramente feliz, depois de ter me roubado tudo o que era importante.
..Dei-lhe cinco tiros no peito, tão certeiros que o primeiro já teria bastado. Mas foram cinco tiros de puro rancor-amor.
..Continuo no labirinto da frustração, perdida entre tantas sombras e fantasmas que meus sentidos criaram. Tudo o que me fora por ele roubado, com ele morreu.



Samantha Abreu
foto: Margarida Delgado

15 comentários:

Polly disse...

Passional como tem sido os amores, como sempre são as paixões...capazes de qualquer coisa, inclusive de responsabilizar o outro por aquilo que não somos...e gostaríamos de ser.
Como sempre, belo texto.
Beijos

Yara Regina disse...

Esse terreno do amor é realmente muito estranho, trágico..eu realmente o detesto.. rsrs..
Muito boa a prosa Samantha..
Beijos, e um ótimo finzinho de domingo. ;o*

Marcus Vinicius disse...

Passional! Sensacional! Como tudo aquilo que vc escreve!

bjs

Juliana G. Mello disse...

Nossa, que intenso, dramático... hehehe
Mas muito bom, pra variar!
Realmente, o amor é capaz de TUDO. Só espero nunca encontrar um capaz de coisas assim...

;**

Juliana G. Mello disse...

Nossa, que intenso, dramático... hehehe
Mas muito bom, pra variar!
Realmente, o amor é capaz de TUDO. Só espero nunca encontrar um capaz de coisas assim...

;**

alan disse...

È Samantha também tive algumas experiências neste sentido, pior é que às vezes antes dos tiros, colocamos um colete a prova de balas no peito e isso é imperdoável.
beijo grande

Cin disse...

Mais uma vez vc arrasou...intenso e vibrante!
Bjos flor!

Rose c. disse...

A vida é um labirinto. A morte é outro. nesse labirinto entre vida e morte , o amor é a pista pra sair dele.
No entanto. muitas delas são falsas.
Parabéns! adorei mais uma vez!
beijos!!

Rose Carrara

josé guilherme fidelis disse...

gostei dos teus escritos. se puder, passa lá no meu blog pra dar uma olhada. até. http://artificcional.blogspot.com/

anjobaldio disse...

Existir é abismo.

Fabrício Fortes disse...

mata-se assim um beija-flor a cada dia.. e não há punições..
muito bom esse também.

Paulo Bono disse...

Sim, Samantha. Do caralho! Forte. Um belo final.

Salve Jorge disse...

Labirinto
Lá me sinto
Ébrio de vinho tinto
E não minto
Que perdido
É que me acho
Mesmo sumido
Não sossego o facho
Fico com a rapa do tacho
Sem nenhum rancor
Pois esse danado do amor
Tanto machuca
Quanto arrebata
E o que nos mata
É a eternidade da busca...

Ana disse...

Hummmm
Metaforicamente falando, é isso que a gente tem que fazer mesmo.
Pff... às vezes penso que amar é patético. Aliás, ficamos patéticas qdo amamos.
E saber disso, e ainda assim amar, é uma merda.
rs
Beijos
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Rê Ruffato disse...

Suas metáforas são tão lindas, poéticas e certeiras... o lance dos cabelos ao vento... sensacional.

bjs