quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Teus Resquícios Escondidos

.
O amor desorganiza...
.
O amor desorganizou
minhas gavetas trancadas,
e deixou bagunças
escondidas sob os tapetes da sala.

Visitam pisoteiam,
sem reparar
que por debaixo do pano
eu me contorço
catando, recolhendo,
cansada,
os estilhaços e sujeiras
que você deixou
apodrecendo.
.
O amor desorganiza.
O amor desorganiza.
O amor desorganiza.




Samantha Abreu
foto: Pascal Renoux
.
.

36 comentários:

Carol Domingues disse...

Ai ai, concordo plenamente...

Maz disse...

precisa de um amor amélia pra colocar tudo em seu devido lugar.

JeIsOn disse...

parabéns!

Gabriele Fidalgo disse...

O amor desorganiza.
Arrepia, enlouquece e inspira.

Suas palavras estão cada vez mais lindas. =]

André Luis Sant'Ana disse...

o amor desorganiza, mas nao trocaria essa desordem por nada nesse mundo, não.
no meio de tanta bagunça sempre se acha algo bom do qual vamos lembrar com aqueles suspiros e tal
rs

muito bom =P

Daniel disse...

sim, desorganiza. Parece que perdemos o autocontrole.

Vim porque soube que gostavas de cultura (via orkut) e adorei ver um blog Bonito e, se me permites...organizado (hehehe). Bom lay-out.

Pan disse...

Desorganiza, reorganiza, joga tudo para o alto e tantas coisa mais. =]

Beijo!

jucosfer disse...

pois limpe tudo logo, para organizar essas coisas bagunçadas e ficar pronta para o que há de vir.

Paulo Bono disse...

parece música do Pato Fu.
Não sei se isso te ofende. Pra mim, é bom.

abraço, Samantha

Sic disse...

Essa poesia me lembrou um texto que eu adoro, que diz assim:

"O amor nos deixa doente, fora do juízo, nos faz fugir de casa, renegar nossos pais, nossos amigos, nossos velhos amores; o amor nos obriga a abrir conta conjunta e faz a limpa no dia seguinte; nos faz assinar uma procuração em branco, transfere todos os nossos bens para o seu nome e ainda nos convence de que nunca estivemos tão bem nem tão felizes. O amor é um homem sem compostura que acha que pode tudo. Devia ser preso o amor."

Ivana Arruda Leite

Clóvis disse...

A paixão desorganiza, o amor é Leve-Leve...


Beijo, sua bonita.
Sempre ótimo vir aqui!

SAMANTHA ABREU disse...

Sic...
Sou uma das fãs nº 1 da Ivana... e as coisas que ela escreve me deixam muito extasiada. Conheço esse texto e tbém adoro! ;D.. Um beijo!

SAMANTHA ABREU disse...

ô Paulo Bono, meu amigo...
isso não me ofende não! E fico feliz que vc tenha gostado... isso sim é importante! Um beijO!

disse...

Deve ser por isso que ando tão organizada. ;)

Belíssimo texto, pra variar.

Vou ler os outros.

Tyler Bazz disse...

Desorganiza. Quando vem e quando vai...

Ricardo Dalai disse...

gente
ta comentado isso aki hein!
faz um post qualquer dia pra mim divulgando meu blog
auhauhauauha

um dia vou ser igual vc
e por onde anda q nunca mais te vi???
hunf

enfim...fico feliz q colocou o filme AS HORAS nos seus mais mais... adoorooooo aquele filme
bjo amore
te cuida

FINA FLOR disse...

que bom, né?

já pensou se ele organizasse, que chatice, rsrsrs*?!!!

beijos, bela

MM.

ps: tem algo quente e molhado no canteiro, talvez você goste, rs*

lyS disse...

desorganiza, organiza, quebra, cola... transforma.

Alê Namastê disse...

Eita amor desordeiro.
Bom final de semana!
Beijos*

Calebe disse...

É, menina, o amor desorganiza.

Nada a ver, me lembrei de "Os Três Mal-Amados" do João Cabral de Melo Neto.

"O amor comeu o meu nome, minha identidade, meu retrato. O amor comeu minha certidão de idade, minha genelogia, meu endereço(...)"

Gostei do teu blog - você não sabe, acho, mas já me leu, em contos. Passo para agradecer suas visitas e seus comentários quando dos meus textos - eu postava na Intelecta, sabe o tal de Homem Invisível?

Beijo,

Calebe

Calebe disse...

Passando de novo só para dizer que li teu "Eu e Marçal Aquino" - e comentei. Depois dê uma olhada.

Até mais.

Fabrício Fortes disse...

ufa, samantha.. esse foi realmente tocante. cacos, estilhaços e sujeira.. enfim, sempre sobra alguma coisa

Solin disse...

faz tudo isso sim, sem que percebamos de imediato.
comigo ele me destrói, me machuca, me faz ser outra, me faz ser mais instinto. me corrói.

hj estou de mal com o amor

Jeniffer Santos disse...

eu concordo com vc ....

o amor/o amar poderia ser mais facil,mais organizado,menos complicado...mas talvez não teria tanta graça x)

beijos ^^

Ana disse...

E o desamor?
Destrói, condena, oprime...
Muito bom!
Beijo
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

Lais Mouriê disse...

Desorganiza para nos organizar...

Sem o amor sou o caos do previsível;

Bjos e obrigada por mais esse lindo poema

Yara disse...

Eu amo desorganização.. hehe mto bom como sempre samantha.. Beijoks

Cin disse...

Mas de vez em quando ele tbém arruma...
Bjos flor!

4rthur disse...

O amor bagunça. Mas é desorganizando que a gente pode se organizar!

*¢£@üD!NhA''' disse...

Ah, e já foi dito! E prossegue, prossegue, prossegue....

A existência persiste em nos exigir persistentes, existentes.


Belíssimo, sem variar.

;****

Calebe disse...

Samantha,

que bom que gostou dos meus comentários. Tenha a certeza de que voltarei.

Hoje, inclusive, faço algumas alterações no "corpo" da minha página e o endereço de tua página consta nessa lista de alterações - uma inclusão de um endereço.

Dessa vez não vou demorar muito por aqui, pois estou com os olhos cansados do monitor - então vou para casa, descansar.

Eu ia entrar aqui falando: "Eh, já tá viajando, hein? - de férias! Quem pode pode...". Mas imagino que esteja viajando a trabalho, não?, então seria uma bobeira desmedida chegar com uma piada dessas, né?

Quando você voltar, tenho a certeza de que poderemos conversar melhor sim.

Beijos e que toda a viagem esteja correndo tão bem quanto esperado.

Calebe

anjobaldio disse...

Eu também fico delirando através de teus poemas.

Rê Ruffato disse...

A organização é chata, aborrece. Nada como uma vida do avesso.
Beijos

jupyhollanda disse...

"o amor desorganiza" concordo, mas no meu caso colocaria o (des) assim, entre parênteses, pois o (des)amor me (des)organizava na minha grandiloquencia sem ego, de louca formiga que achava que não podia, nem devia ser amada...

Amei o poemaaaaaaaaa!

BJO

Rogério Felício disse...

Uauuuuuuu...tudo perfeito!!!
TEXTO E FOTO!!!

A M E I ! ! !

Leandro Jardim disse...

bom poema, moça!

beiJardins