terça-feira, 1 de abril de 2008

Noite Carioca

Diálogo de surdos, não: amistoso no frio.
Atravanco na contramão. Suspiros no
contrafluxo. Te apresento a mulher mais discreta
do mundo: essa que não tem nenhum segredo.
.
Ana Cristina César

2 comentários:

Clayton disse...

Que maravilha você trazer Ana Cristina. Poeta forte e delicada ao mesmo tempo. Gosto muito dela.
beijo

Calebe disse...

Com Cristina só posso ficar em silêncio admirando nas suas letras os seus olhos de solidão e melancolia