quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Estado (In)determinado

O que sinto não é belo,
não me faz sorriso esticado,
não ilumina de sol.

O que penso não é agitado,
não tem pessoas bebendo,
não tem amigos à toa.

É como estar em uma caixa
encolhida,
sem espaço, ofegante.

Dizem que é amor,
mas eu acho que é
estar repleta
de solidão.


Samantha Abreu
foto de Lara Jade

14 comentários:

Erica Maria disse...

Ah, as vezes estar repleta de solidão é uma benção divina!!

Bjs :)

Marcelo Vinicius disse...

Só quando estamos sozinhos é que lembramos de nós mesmo...

Queria que conhecesse uma poesia minha também que está nesse blog: http://www.conversadebar.net/2009/02/arte-de-viver.html#comments

Acesse lá se possível para ler.

Abraço!

Marcelo Vinicius

Sérgio Luyz Rocha disse...

E eu...digo que é poesia...
E das viscerais...

Lindo, lindo...até doeu...

Bjs!!

Clara Mazini disse...

Querida Samantha,

Em primeiro lugar, saudades daqui!

Sabe, estarmos repletas do que quer que seja nos deixa sentir, observar, criar.

Que você crie solidões, companhias, dias de sol e chuva, mesas de bar e tudo o mais que vier nessa roda viva gigante.

Um beijo imenso!

Leandro disse...

fiquei impregnado das coisas que você fingi, fantasia e que são impossíveis de não ser notadas!

anjobaldio disse...

Adoro ficar sozinho. Muito bom.

Sunflower disse...

Se sente é belo e ponto final.

Feio é a dormência.

Beijas, Sa.

Um dia, ah, um dia, é nós e as brejas.

Lucas disse...

é.. pode ser diferente. mas ao ler. sinto que hoje estou assim também.. ;|;/;(;)

On The Rocks disse...

olá,

amor e solidão andam juntos, passo a passo.

tem um meme pra você no on the rocks.

bj

Emerson Souza disse...

Eu acho que a solidão pode ser até mais agradável.
Bjus.

Juliana disse...

nós são sós agarrados, tantas vezes.

beijo, moça.
=)

BAR DO BARDO disse...

ei, ei, o que é isso?!

BAR DO BARDO disse...

não a conhecia. felizmente, isso pertence ao passado.

Adriana disse...

deve ser solidão,vem embrulhada dentro de uma caixa impossível de abrir.