terça-feira, 17 de março de 2009

Me conta uma coisa...

... o seu amor é livre? Você é livre quando ama?
Acredita na possibilidade de liberdade e amor? É mesmo?
Jura?

8 comentários:

Erica Maria disse...

Samantha, que pergunta dificil?

Mas acho que amor prende sim, mesmo q sutilmente...

É tão confuso isso!

Bjo!

Erica Maria disse...

Andas sumida viu?

Já estou a te seguir com os dois perfis viu?

Bjo!

Clayton disse...

Samantha, devolvo as perguntas, para que perguntemos juntos. Será possível ser livre no amor? E o que é ser livre, ainda mais no campo sentimental? Talvez haja mesmo uma dose inevitável de cláusura? Esse troço realmente é complicado. Mas é bom, né?

Gabriel disse...

Juro!
Creio e adoraria discutir isso, demais.
Mas são laços difíceis de se unir, de entrarem em acordo. precisa de duas mentes também libertas, e que sabem amar sem amarras...

Rê Ruffato disse...

A solidão é livre. Mas é triste... Então a gente se amarra no amor. Escolhas, escolhas... beijos

Anônimo disse...

hahahahaha!
olha, não entendo nada disso,
mas sei que essa palavra 'liberdade' brilha dentro dos hômi como se quisesse dizer algo muito definido, definitivo, honroso, etc.
acho q a palavra 'liberdade' existe mais pra efeitos...digamos...didáticos...
de fé.....ou de relaxamento...tipo não lembrar q a gente vai morrer.
acho q amar é uma liberdade de morrer, como algumas outras.... durante a paixão a gente se livra da gente, olhando beleza no espelho que meio caleidoscópio....
amor dá trabalho e prazer, tudo grande.
o resto é entrar de costas.
liberdade?
romantismo?
a gente se entende?
hahahahahahahahahahaha..

(respondendo à enquete revista 'feminina', como se fosse entrevista à madonna...rsrsrs.)

O Peregrino disse...

"Nós prendemos a pomba do amor
nas jaulas dos nossos corações"

Estou aprendendo a libertar esse amor.

OBS: vou seguir seu blog, se voçê gostar do meu e se quiser, gostaria que seguisse o meu também:
http://peregrinosonline.blogspot.com
Obrigado.

Linda Graal disse...

não!!!!!!!!!!!!!