quinta-feira, 4 de junho de 2009

Desiguais

leszek kowalski
.
Todas as manhãs,
divido-me em duas,
gêmeas
tão ímpares quanto as pessoas
apressadas
do expresso 2222 ao forte sem açúcar,
na estação central.
Ilusões, ambições, amores
desiguais.

Brigam, as duas,
incansáveis, entre si.
Uma de cada lado,
a me sussurrar no ouvido
desejos.

Só a noite me salva.
Posso, dona de mim,
dominá-las.
Dormem, as duas crianças, exaustas.
Então posso
ser.
Posso, a mim, servir.


Samantha Abreu

14 comentários:

Rodrigo disse...

A dualidade da alma é uma virtude das mulheres

F. Reoli disse...

Como o Skank já cantou: "vontade gêmea de ficar e não pensar em nada"... amo te ver/ler

F. Reoli disse...

Como o Skank já cantou: "vontade gêmea de ficar e não pensar em nada"... amo te ver/ler

Sérgio Luyz Rocha disse...

...salvar-se de si é desperdício...melhor escrever poemas assim...

...lindo...

Mågö Mër£îm†™ disse...

ler isso foi uma resposta, uma saída... foi! bjo

On The Rocks disse...

ai de mim se não fosse a noite.

bj

fao Carreira disse...

sou gêmeos...
rs

fao Carreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elenilson Nascimento disse...

SELEÇÃO DE POETAS PARA A COLEÇÃO LITERATURA CLANDESTINA – 2009
Estamos selecionado um novo grupo de autores para o lançamento de uma trilogia com poemas, contos e crônicas. E o primeiro volume – com poemas – já está sendo organizado. Vamos unir forças e através da ARTE mostrar que o nosso país ainda tem solução (*tem alguém aí que ainda acredita?), pois nós não fazemos ARTE para adestrar macacos! A LITERATURA precisa de um sistema mais organizado, precisamos de Políticas Públicas que prezem pela formação de leitores e ter uma visão mais profissional, porque fazer um livro não é um processo banal. Então, erguei-vos, caros poetas!

Para mais informações CLIQUE AQUI:
http://literaturaclandestina.blogspot.com/2009/06/colecao-literatura-clandestina-2009.html

Laila Braga disse...

Brigas internas... Ids, Egos e Superegos... Fabuloso...

Rogério Saraiva disse...

Sá, ao vivo vc é muito mais interessante. Blog louco amante. Palavras apaixonantes.

Aquele beijo do amigo, Rogério.

Everaldo Ygor disse...

São duas desiguais, na surreal dualidade dos dias, salvo pela noite - onde elas, as linhas possam além de servir - sorver toda a poesia...
Saudações Poéticas
Abraços

Cláudia I, Vetter disse...

tênues observações de si mesma.

sempre encantas ^^

;***

ღஐ Marcinha ღஐ disse...

Na verdade não sei se sou só duas ou se sou mais. Independente de qq coisa, eu sou mulher em plena mutação...
Parabéns!!!