sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Mãos de Medusa


texto e locução de Samantha Abreu

4 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

minha placa de audio está queimada.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Samantha,

Aquela estória no Versos de Falópio é fantasiosa, mas eu acreditei que fosse real porque eu me casei com uma sapatão, e a converti ao catolicismo otodoxo que é chegado em caralho por parte das piguanchas, e em xereca por parte dos baguais.

Mesmo assim, eu ainda tenho tesão pela indumentária das moças do sapato grande: camisa polo, bermuda regata, tênis de futsal. Gosto muito...


pax et bonum
Marcos

Marcos Satoru Kawanami disse...

Na foto do Falópio, vc tá a cara da minha prima Regiane de Paula, que é advogada e mora na capital paulista.

Ela sempre foi masculina, mas se veste como mocinha e só namora macho; só que já tá ficando pra titia; sei não... Será mais uma sob descontrole?

Apesar so nível superior, do mestrado concluído e de exercer a advocacia, é dona de casa de mão cheia.

Não existe é homem à altura da minha parenta. Ora, por um gomo de lingüiça, vai ela levar pra casa o porco inteiro?!


=D
Marcos

Anônimo disse...

Muito bom. lembra-me um pouco as cocisas do Montenegro com a guitarra do Fábio Brum. Legal mesmo.
Paulo de Tharso