domingo, 30 de maio de 2010

In a Cup

Agora, baby,
nada mais está parado,
congelado.
Bebo a vida
cowboy,
e queimo a boca,
bem longe da tua.


Samantha Abreu
foto de eugenio recuenco

5 comentários:

Otto_M disse...

Mulher decidida e vingativa.

Erica Maria disse...

Mas tua poesia e viva e vibra. Me faz sentir.

Adoro!!!

Bjos em teu coração!

Pedro disse...

E a gente vai bebendo a vida pra quebrar o gelo. On the rocks, por favor...

Valentina Becker disse...

Queria eu poder dizer: "queimo a boca bem longe da tua"...

Bjos!

Nina. disse...

Quente!