quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Por trás de um disfarce

foto de lauren bentley

Sueli trabalha no hotel Remanso, na metade da BR365. Sua mãe também já trabalhou lá e ensinara a filha que devia impor respeito àqueles homens sem paradeiro que passavam pelo local. Explicara que eles procuravam por descanso, chuveiro e alguma companhia. E que não fosse a dela!
A garota, desde então, se veste castamente e não sabe olhar nos olhos. Disfarça, abaixa o olhar, não encara. Quando a mãe percebeu o sucesso da boa educação, descansou a sete palmos de onde os pés fazem eco.

No restaurante do hotel, alguns caminhoneiros perguntam curiosos e excitados pela garota que deixa as tais fitas de vídeo nos quartos.
Sueli sabe fingir, mas gosta mesmo é de arrancar a roupa todas as vezes que faz a arrumação daquelas camas e sente o cheiro daqueles desconhecidos. Leva a câmera dentro do cesto com lençóis e faz daqueles quartos sujos seu pequeno estúdio de fantasias. A que mais gosta é pintar as unhas dos pés de vermelho e se imaginar de pernas ao alto, dentro de uma boleia.

Se existisse mesmo vida após a morte, a mãe já teria voltado para acabar com tamanho desgosto.



Samantha Abreu

7 comentários:

Linda Graal disse...

eu li esse...não foi aqui, Sá?
adorooo...rs
beijinho

Lucas Cabaña disse...

Dessas garotas, existem várias. Fetiche. Quem não tem fetiche?

Julianacronica disse...

É... sempre há uma Sueli dentro de nós, meninas castas.

Marcos Satoru Kawanami disse...

pára de beber cerveja, quem sabe vc fica com um corpinho assim.

viu a cara do Martinho da Vila, aquilo é o efeito do álcool. Martinália, a filha dele, rosto inchado também.

uma tia minha começou a seguir o marido na cerveja, não ficou de rosto inchado, mas envelheceu precocemente. o corpo feminino é mais vulnerável ao álcool.

homem também não deve beber bebida alcoólica excessivamente, essas propagandas de cerveja me causam muita tristeza.

quem tem o gene do vício, apega-se à substância rapidamente; e, quem não tem, vai por efeito de propaganda enganosa.

Por que você faz poema? disse...

Pouco me importa a cerveja,
o texto tá muito bacana.

CANBECK disse...

chic show!

f.mungo disse...

Belo conto....bjs